27/03/2017

OS NOMES QUE JÁ HABITAM NOS NOSSOS CORAÇÕES


Como escolher o nome de dois seres que desde o primeiro momento transformaram as nossas vidas e que os acompanhará para toda a vida? Para nós só havia uma forma... com o coração!

Há muito tempo que íamos falando sobre este assunto, mesmo antes da gravidez ser uma realidade. E o consenso em nomes de meninas era unanime, mas no de meninos.... não era tao linear e então não aprofundávamos muito o assunto. Até que o destino nos pregou esta maravilhosa partida de estarmos grávidos de gémeos meninos.
Primeiro surgiu o problema de quantos sobrenomes iriamos colocar aos nossos pequeninos, se o João estava de acordo com o que o pai me fez quando me registou eu desde sempre disse que jamais colocaria um comboio de nomes aos meus filhos. Eu tenho 7 nomes e uma partícula, carrego a herança de todos os avós (com orgulho é certo) mas o que isso me dificultou ao longo da vida cada vez que era necessário assinar? E não me venham  com a treta "podias sempre encurtar o nome quando renovasse o cartão do cidadão"... pois claro pessoas iluminadas e quando estamos perante o papelinho escolhemos como? O sobrenome da avó querida que nos fazia torradinhas à lareira? O sobrenome da avó que dizia sarinha como mais ninguém o consegue dizer? O sobrenome de um avô que nunca se conheceu mas que sempre foi presente na nossa vida? O sobrenomes de um avô que nos ensinou a amar a terra e as pessoas do nosso Alentejo? Pois... não se consegue! E durante toda a minha existência habituei-me a demorar meia hora a assinar (um nadinha exagerada eu sei).
Seriam então 3 nomes e uma partícula (que vem sempre associada a um dos meus sobrenomes)!
E os próprios? como escolher os nomes próprios para as crianças?

Regressemos à nossa peregrinação, regressemos ao momento em que nos reunimos em Fátima, em torno da estátua de João Paulo II e que orámos em conjunto. Em recolhimento e sempre sem promessas lembro-me de olhar à minha volta e de ter libertado este pensamento "Sabes mãe gostava que um dia, se me desses a graça de ser mãe como tu, o nome do meu filho saísse daqui... deste espaço de luz que tantas respostas e paz me dá". Sem promessas, claro. Era apenas um desejo de uma mulher que ansiava a maternidade.
Eu não sou um exemplo de católica, não sou beata bem longe disso, porém deixo que a minha fé se manifeste nestes pequenos (grandes para mim) gestos.
Quando descobrimos que estávamos grávidos começámos a pensar em nomes, houve logo um que reuniu consenso entre nós: PEDRO. O João gostava muito e eu... como não gostar de um nome que é meu desde o momento em que cheguei ao mundo, um nome que é a herança do meu Alentejo, um sobrenome que me orgulha? Habituei-me a ouvir direcionado a várias pessoas de família "é mesmo Pedro" (referindo-se ao facto de sermos pessoas de personalidade forte e grande carisma, facilmente confundido com teimosia... ah ah ah) e gostava de me sentir parte deste clã.
Pedro que significa "pedra", "rochedo". Pedro que foi um dos discípulos mais próximos de Jesus, além de ser também considerado um dos principais pilares da igreja católica primitiva. Pedro que terá atendido ao pedido de Jesus construindo a primeira Igreja. Pedro que é considerado o primeiro papa. Pedro era o primeiro nome escolhido.

O problema chegou quando numa eco às 11 semanas o Dr. Álvaro nos lançou a hipótese de termos uma menina... sem certezas é certo e um bocadinho em contradição com o resultado do exame NEOBONA que apenas referia presença do cromossoma Y. E logo, logo, pensámos em sintonia "Pedro e Maria". A avó paterna é Maria, as minhas avós todas eram Marias, eu sou Maria, a única que não tem este nome é a minha mãe mas que já estaria devidamente representada no Pedro. Perfeito. Só que não!!! Afinal na eco da 18 semanas os rapazes de forma descarada apresentaram-se ao mundo... e era preciso encontrar mais um nome de menino. Uma vez que não havia consenso pois o pai das crianças tem uma alergia a nomes que ele considera "queques" e que eu, confesso, não desgosto, decidimos que cada uma faria uma seleção de nomes e depois iriamos ver se havia algum que fosse comum. E assim foi.
Daí resultaram alguns nomes, não muitos, mas houve logo um que me fez bater mais o coração: FRANCISCO! Mais um nome do meu avô materno alentejano (que era Eduardo Francisco Pedro), que significa "livre", o nome do Papa mais querido de todos e que ficará certamente perpetuado na nossa historia, o nome daquele que será o mais jovem santo o nosso querido peregrino de Fátima... não havia duvidas estava escolhido o nome que faltava.

Finalmente os nossos corações já tinham nomes.

Neste processo não consultámos ninguém. Não discutimos este assunto com outros. Foi uma opção nossa, pensada, falada e refletida a dois. Sabemos que muitos irão adorar, outros tantos irão detestar mas... quando as escolhas são feitas com o coração serão sempre as escolhas certas para nós.

A partir de agora o nosso amor maior chama-se Francisco & Pedro!

nota - e como nada é por acaso, uma querida cliente chamou-me a atenção para uma coisa. Os nossos filhos têm as inicias da minha/nossa Fio a Pavio !! MARAVILHOSO!


18 comentários:

  1. Como funciona isso de encurtar o nome no cartão de cidadão?:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Paula eu nunca tentei faze-lo mas creio que basta quando preencher os papeis para a renovação fazer alteração de nome e nesse momento escolher os nomes com que quer assinar. Conheço varias pessoas que apenas colocaram o primeiro e o ultimo nome mas confesso que nunca me interessei da forma como o fizeram :( beijinhos coloridos SSF

      Eliminar
    2. Olá Paula. A minha assinatura no cartão de cidadão é isso mesmo, uma assinatura.tem o primeiro e o ultimo nome legível, mas só porque calhou assinar assim. Escolhi adotar este sistema, porque fartei-me de rasgar impressos oficiais em q me pediam assinatura como no BI. Enganava-me e assinava como era costume no meu dia a dia, o q não coincidia com o BI. Resolvi assim o problema de uma vez por todas. Agora, atenção, porque imagine q tem a sua assinatura antiga nos bancos com que trabalha, vai ter q lá ir e alterar tudo. Espero ter ajudado, pois é possível e não dá trabalho nenhum, é só assinar da forma pretendida.

      Eliminar
  2. Adoro, parabéns pelos nomes lindos!!
    Eu tenho um filho Francisco,que tem esse nome por herança paterna e materna(Sempre houve um Francisco nas garações antigas
    Tenho uma neta com 17 Meses que também é Francisca <3
    Tenho a dizer que é um nome abençoado, são queridos, simpáticos e têm bom coração.
    Pedro também é um nome lindo, acima de tudo são dois nomes bem Portugueses e temos que manter as nossas tradições, para mais quando é com o coração.
    Beijinhos e continuação de uma viagem segura para trazer esses rapazes com tranquilidade ao Mundo real <3 <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto tanto de ver heranças familiares a serem respeitadas <3 obrigada por todo o carinho e retribuímos deste lado em dobro <3

      Eliminar
  3. também escolhi um comprido e um mais curto. diferentes porque apesar de gémeos, são acima de tudo, pessoinhas diferentes! do melhor!! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu disse-te que iam ser diferentes :) apesar de eu ser daquelas que gostava de terem as mesmas iniciais ah ah ah mas o pai não aprovou e ainda bem. Beijos para vocês <3

      Eliminar
  4. Por aqui, o filhote tem um nome curto e bem português. Mas sou da madrinha de três: um, Francisco; uma, Francisca e um, Pedro! 😉
    Bonitos nomes, mas sobretudo... bonita história de amor! ❤ Parabéns!
    Beijitos aos 4

    ResponderEliminar
  5. Princesa
    Adorei os nomes, Francisco & Pedro.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) e com as mesmas inicias da FIO A PAVIO... não é para todos :)

      Eliminar
  6. Querida Sara,

    Nomes lindos! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho <3 beijinhos coloridos

      Eliminar
  7. Sarinha Parabens pelos nomes ,,,era o nosso Do teu Bisavo..E meu Avo.Eu adivinhei...Ahhh
    Beijinhos e as maiores Felicidades do Mundo,,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São as nossas raízes e o nosso Alentejo... já que não tenho os meus avós vivos para viverem este sonho fica a homenagem <3 Muitos beijinhos para voces

      Eliminar

design

design by: We Blog You